LEITURA NERD VII – Um pedaço esquecido de minha mente…

Galerinha paranormal, para sua alegria estou entortando
letras para mais um Leitura Nerd. E dessa vez é com alegria que vos trago o
primeiro, de muitos, livro. Porém como o consumo de uma brochura é um tanto
quanto mais demorada não adianta quererem mais do que posso produzir nesse
caso. Então sem mais delongas (e milongas) vamos aos dados da obra:
Zona Morta (Dead Zone)
Stephen King – 1978
Stephen King dispensa que tenhamos que introduzi-lo – até porque
ele conjuraria algo muito macabro para se vingar -, porém é importante
mencionar que esse foi apenas o terceiro romance dele, antes veio apenas
Carrie, a Estranha e Salem’s Lot. Mesmo assim nos surpreendemos como o início
de carreira (entre aspas porque ele sempre escreveu contos e artigos) dele era
criativo e bem minucioso no ofício de contar uma – me desculpem os puritanos –
puta história. Apesar de ser uma história fantástica Zona Morta foge um pouco
da temática Escritos de Horror. King nos apresenta um menino que sofreu uma
queda em sua infância e que alguns anos depois vira um rapaz comum que começa a
desenvolver uma estranha habilidade. Friso o comum porque é isso que é
importante nessa obra… King nos conta detalhadamente a vida de um professor
recém saído do colégio que vive uma simples vida de professor – que poderia ser
a de qualquer um – e que gosta de passear com sua namoradinha – quem sabe é
hoje que vou ganhar a noite, afinal a roda da sorte gira para todos – com os
trocados que sobram no fim do mês. Stephen faz de Zona Morta um verdadeiro
romance multimídia (em minhas palavras) porque passeia por diversos segmentos
diferentes de história sem sair da principal. É como se tivesse romance,
politicagem, aventura, sobrenatural… de tudo um pouco e de pouco não tem
nada.
Johnny Smith – Nome batido não? – foi o personagem mais
carismático das histórias que já li do velho King (embora ainda tenha muita
coisa para ler) e o modo como ele conduz a história de uma maneira calma e como
se não soubesse do que vem pela frente, enterte de uma maneira que é difícil
parar de ler. Ou de dar spoilers. Mas não darei. Não hoje. Só direi que é no contraponto
dessa vida pacífica que o protagonista leva que ele descobre – após um segundo
acidente – um poder que para ele não é bem vindo – As pessoas me olham como abutres…
-, mas que não é possível ignorá-lo, é necessário usá-lo para o bem como diria
sua mãe religiosa fanática. Claro, com exceção daquilo que está na Zona Morta –
Não vou contar, descubra.
Zona Morta é um livro excepcional (meu preferido do mestre
do suspense) e recomendado para àqueles que nunca leram uma obra desse autor e
mais ainda para quem é fã. Minha única crítica – pode continuar lendo não
esclarecerei nenhuma ponta solta mesmo – é que no final do livro todo esse
ritmo de passeio no Central Park que ele maestralmente nos conduziu
estranhamente vira uma corrida de São Silvestre onde você parece não estar bem
certo de onde é a linha de chegada. Mas as últimas duas páginas retomam um
pouco do passeio divertido e encerram a leitura com algo que é bem a cara do
Stephen King e que tenta dar uma amenizada em como ficou até ali a história. Recomendadíssimo.
Leia!! Nota 95.
Comics

#1 – Hulk #38 – 90
#2 – O Homem Aranha #146 – 87
#3 A Piada Mortal – Graphic Novels #5- 86
#4 O Homem-Aranha #3 – 82
#5 –  Grandes Encontros Marvel & DC #3Batman vs O incrível Hulk – 75
#6 – Dylan Dog #12 – 72

Mangás

#1 – Yu Yu Hakushô #1 – 94 
Livros

#1 – Zona Morta – Stephen King – 95

Se você se interessou pelo livro dá uma clicada no banner do nosso amigo do peito sr. Saraiva e compra Zona Morta. Se já tiver esse livro a Saraiva tem muitos outros livros do Stephen King para vender. E é uma ótima forma de dizer que gostou do blog, pois mesmo se você comprar outro produto clicando nesse link você nos ajuda a fazer um site cada vez melhor.  Ó o banner aí gente…


Toma Rumo Guri!!
– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
Aprenda como comentar: 
* Além
de escrever seu texto você pode colocar com qual perfil irá escrever,
caso não enha nenhum pode simplesmente escolher para colocar seu nome e
site, se não tiver nenhum ponha o Google mesmo =Pp 

* Seja respeitoso, não precisa ser carola, mas não abuse
*Lembre-se
que seu comentário, mesmo que na internet, é passível de
responsabilização, portanto não seja injurioso pois a responsabilidade
de suas palavras é sua. 

*Não
comente apenas para fazer um jabá de seu blog. Adicione ao assunto e se
quiser pode por seu blog/site no local  específico.

*Comente e divirta-se. E não esqueça de voltar. E temos nossa página no face, é o /tomarumoguri.