Guru do Amor – Insegurança e Alistamento

Boa tardi Dr. Choo Pisco. Tenho 24 anos e sou uma mulher feliz. A única parte qui faltava para me completar era um relacionamento e agora tenho isso tbm. Ele é muito amoroso e diz q mim ama o tempo todo. Porém tenho mto medu dele ter outra pessoa ou de imaginar que ele possa falar isso só por dizer. Tem como eu saber se ele realmente gosta de mim?

Ines Q. Civelinda – São José do Passo a Quatro

Pantera Inês, querida, agradeço pelo contato.

Uma relação é algo bonito como o dia em que descobrimos que o filho não é nosso e complicado como hemorróida na adolescência. Por isso todo conselho pode se tornar muito vago nessa área repleta de paus nos cus. Tome muito cuidado com aproveitadores que falam que amam e que gostam, mas que só querem por a mão na Framboesa. Dica de ouro: Cuide bem da Framboesa, é ela que vai lhe dizer quem é o homem que vai te preencher, mas não adianta nada se ela ficar toda lambida e virar Cáqui. Ninguém gosta de Cáqui, o pessoal gosta de Framboesa.  Tem o cáqui-chocolate que gostamos, mas não perguntaste de anal.

Tá, mas dito esse cuidado fundamental temos que saber se ele gosta realmene de você, certo? Bom, eu sempre dou um conselho infalível para as leitoras da revista “Bu#%¨&* Doce”, onde escrevo, que é a seguinte: Tatue uma jeba jamaicana no rosto dele, daquelas indeleveis, sabe? Se ele lhe abraçar forte e lhe dizer que nada mais tem importância, que te perdoa e que te dará sempre a parte recheada da Negresco case com ele antes que outra quenga lhe fisgue, afinal você chegou primeiro e tem a preferência. ;]

Quanto ao fato dele ter outra, nem esquente. Malhe essa bunda e deixe-a do jeitinho que o dr. Choo Pisco lhes ensinou no magnífico “11 Passos para ter a Bunda ButterToffer” e depois é só confiar na sua “Magibunda”.

Dedo molhado no seu coração, fofa.

Dr. Choo Pisco. tenho 18 ans e a gats que eu gosto eh engenheira e esta pensando em se alistá na Legião Estrangeira e partir pra França. Ela já é casada, tem filhos e gosta de dansar lambada segunda, quarta e cesta. O que fasso drrrrrrrrrrrrrr??

Paulão do Caminhão – Uberlândia

Pede pra ela fazer um Chupisco!

Continuem acompanhando a coluna do dr. Choo e podem mandar suas perguntas para o tomarumoguri@gmail.com que encaminharemos para o Cafofo do Amor dele. Ui!

Toma Rumo Guri!!

TRG disseca LOST – Parte I


 Olá, aventureiros. Bem vindos a nova coluna do TRG. Até
poderia dizer que agradeço por estarem lendo esse post, mas se você está aqui é
porque a Ilha LHE QUER por aqui. Sim, vamos falar de uma das melhores séries
dos anos 00: LOST.
Cabe aqui uma explicação: Na época que passou Lost eu
acompanhava freneticamente cada novo mistério, mas ainda não tinha a manha de
escrever sobre esse seriado, pois inicialmente comecei vendo pela Globo, e quem
lembra da época, era uma temporada por verão. Demorou pra cair a ficha que a
rede do Plinplin não dá a mínima pra enlatados americanos e ano após ano foi
empurrando com a barriga (gorda do Jô Soares) esse programa para mais perto do
amanhecer até sumir pra sempre da TV aberta. Minha net não era das melhores e
por isso me limitava, quando peguei a manha de ver pela internet – 3ª temp. em
diante – a acompanhar o que sites de séries como o Na TV falavam a respeito.
Nossa, como eu devorava esses artigos.
Pois bem, vira e mexe eu e a @bezer_rinha resolvemos pegar
nosso Delorean e embarcar em nossas memórias assistindo novamente esse cult
para matar a saudade dos habitantes da ilha mais misteriosa do mundo.
Viajaremos por todas as temporadas e lhes contarei um segredo, mas só no final.
E aproveitarei nessa programação de verão para poder comentar do meu ponto de
vista tudo que achei desse seriado fenômeno de audiência e de reclamações pelos
flashbacks e enrolações do caralho do Zorro. Pois bem, conto com a companhia de
vocês para embarcarem nessa viagem. Ei, entrem comigo no Boing da Oceanic Airlines
815…
PILOT (Parte 1 e 2)
Na Globo eu vi como um único e grande episódio e de fato não
tem como não encará-lo assim. O que correu em boca miúda e muito se falou na
época é que esse pontapé inicial no projeto quase levou a outro pontapé: O na
bunda do J.J. Abrams. Para um episódio piloto a brincadeira saiu cara, 1 milhão
de Reais, em maior parte pela carcaça de um avião de verdade. Ele não gostava
muito de fundo verde vazado pelo jeito…
Isso tudo, porém, é balela. Ele foi chamado de volta e nos
apresentou uma das melhores séries de todos os tempos, arriscaria a dizer que
do gênero a melhor. E o que fazia de Lost um negócio tão legal? Ah, até poderia
dizer assim de supetão, mas analisando episódio por episódio poderemos tentar
ilustrar melhor.
O olho de Jack piscando. Não, não deixem se levar pelo pior,
não é um gesto homoafetivo do personagem principal. É só o início da saga
mostrando que do nada o médico percebe que ele e uma galera estão em uma ilha e
que está tudo muito errado por ali, pessoas precisando dele urgentemente,
precisando do seu cuidado, do seu carisma e de sua LIDERANÇA. Fica na cara que
ele era o personagem principal, embora a ideia fosse aderir a um conceito de
múltiplos personagens, mas como veremos alguns personagens sempre seriam mais
queridos pelas suas personalidades e tomariam conta de tudo. Enfim, Jack está
ali como o médico, profissional que todos admiram e querem perto de si, e
assume um papel de pai de todos, com a grande exceção de Kate que fica claro
que ele gostaria de transformar na grande mãe, virar o gineco particular dela
se é que vocês me entendem. Falando nisso, Jack é especialista em tudo como vocês
verão… De pediatra a cirurgião.
Os personagens acabam descobrindo que há algo de muito
errado com a ilha e que uma sensação de que talvez não sejam resgatados tão
cedo está no ar de uma forma muito palpável. A galera se divide e ajudam uns
aos outros como podem, com exceção de uns FDP, como Sawyer. E aí entra outro
personagem – Inclusive nesse episódio ainda estava com os cabelos bem curtinhos
pela defasagem de tempo de um episódio ao outro… – que fará parte do grande
tripé amoroso da série. Detalhe, não confunda com os pilares da história que aí
entram mais gente e inclusive o Jack muitas vezes é arrastado pra fora disso…
Jack, Katie e Sawyer. Não dá pra ver ainda no que isso iria
dar, mas aqui começam as investidas. O episódio começa jogando muitas
informações e outros personagens vão soltando suas vozes. Hurley com suas
piadas e sua bondade, Charlie com sua luta contra as drogas, Boone com seu bom
mocismo, enfim… Vão aos poucos sendo explorados.
Gostaria de salientar aqui duas coisas:
11 –
John Locke nesses 2 episódios passa batido e até
beira ao imbecil. Não sei se o roteirista ainda não sabia muito bem o que fazer
com ele, mas ele cresceu a ponto de no futuro próximo se tornar o outro lado da
moeda onde Jack é o racional e ele representa a fé cega.
 2 –   
Sayid, Sawyer, Kate e Jack – Mais tarde se
juntaria Locke… na 1ª temp., refiro-me– são juntos o coração pulsante da série,
as melhores cenas sempre serão deles enquanto outros personagens amargarão um “coadjuvantismo”
apático com raros momentos para chamar de seu. Logo nesse início a briga de
Sawyer e Sayid (Um trambiqueiro e um soldado de guerra especialista Iraquiano)
chama muito a atenção, alias o James só consegue se manter em igualdade porque
joga sujo arremessando areia no olho do adversário. Rola um clima legal de desconfiança
que dá um tom de competição acirrada muito legal.
É algo aliás a ser grifado: A gente em Lost se identifica
com os fodões e torce para que os mais marrentos e fortes sejam os que
sobrevivam em decorrência de que personagens fracos tenham que morrer. Enfim,
nesse episódio somos apresentados há muitas coisas como ursos polares, monstro invisível
da floresta e muitos outros mistérios que serão o êxito e ruína de Lost.
Bem, desses dois episódios o que tinha pra comentar era
isso. O seriado começou com muita adrenalina e teria sido muito melhor se toda
enrolação de flashback houvesse sido cortado, principalmente daqueles
personagens horríveis para caramba.
Espero nos próximos episódios só pincelar e não ser tão
prolixo como fui aqui. Enfim, quero poder debater com vocês sobre esse seriado
que marcou época. Até mais e Namaste…
Toma Rumo Guri!!

Verão 2013 TRG

Uhuul, tá sentindo? É o cheiro do verão no ar. E isso quer dizer muita coisa pequeno gafanhoto. Quer dizer que as garotas estão com menos peças de roupa, que suas séries favoritas estão de recesso e você tem mais tempo livre pra jogar videogame, ler um livro ou sair pra catar cocotinhas na praia. Independente disso ou daquilo, o TRG preparou (mentira, foi bem nas coxas, kkkk) uma programação de Verão que vai dar de dez a zero naquele município fureca de litoral que preparou ginástica no mar segunda, quarta e sexta para sua tia varizenta. Pode crer, a diversão está aqui.

Primeiro quero dizer o seguinte: Nossa meta esse ano são 12 podcasts, duvido que aconteça, mas vamos tentar. Você já viu o primeiro do ano? Acesse AQUI e veja o que falamos do O Hobbit.

Segundo: Quero fazer umas colunas novas, mais propícias a estação. E pô, se a MTV pode ter quadros mais lights até março porque nós não? Só porque não temos a Cicarelli? =Pp
Entãoo o esquema é o seguinte; quadros novos para combinar com o clima quente, mas mantendo aqueles mais favoritados pela galera leitora… Isso quer dizer o seguinte: (Dois pontos tem sido um vício para mim u.u”) Quadros que dão trabalho como Leitura Nerd e SG Destrói o mundo dos quadrinhos estão de férias, assim como outros quadros mais de pesquisa e tal. Mas tem um quadro novo que vou amar fazer, huhu… E a Lois continua… Se ela quiser, temperamental essa repórter/colunista…

Terceiro tópico diz respeito a testar novas fórmulas. Faz algum tempo que só faço conteúdo próprio, portanto nada mais justo que colocar na balança as coisas e ver o que temos que renovar. Acreditem, se tivesse mais tempo tudo seria muito melhor. Mas vamos indo, o prazer de estar aqui vai ajudar a compensar isso tudo.

Quarto: (Olha aí de novo…) A programação é o que eu prevejo, nada impede que algo não dê certo e desabe o planejado como um castelo de cartas de baralho. Isso também incentiva a instigá-los a participar seja comentando, opinando, mandando e-mail, divulgando e o mais importante: (AHHHH) lendo e acompanhando o site.

Enfim, estamos de volta… São 5 anos de site que já foi blog e que sempre foi o lugar onde os nerds sempre tiveram e terão guarida mesmo antes desse boom de sites que cismam que colocar essa alcunha no logotipo lhe atribui qualquer valor. Vou mudar o layout com o tempo e espero de verdade que seja uma ótima temporada. Aproveitem!, e fiquem com a nova programação de verão:

DOMINGO: ESTAÇÃO CROSSOVER
Os combates mais loucos do mundo da cultura-pop.

SEGUNDA: IMAGENS ENGRAÇADAS

TERÇA: TRG DISSECA LOST
auto-explicativo.

QUARTA: EM BREVE

QUINTA: TRG DISSECA LOST
auto-explicativo.

SEXTA: FANTASIA NERD
A sexta quente do TRG. Ui!!

SÁBADO: COLUNA DA LOIS
A repórter que quebra a Kryptonita, mas não arrebenta a Sapucaia desfiando seus comentários a respeito do azulão, vulgo Superman.

E eras isso, qualquer atualização eu faço um update.

Bom, fiquem com a nossa programação normal… u.u

opa…

uepaaa…

eu disse OPA…

IT’S GANGSTA STYLE…

Não… rsrsrsrsrs…

o OPA era porque tá faltando aquilo, sabe?

TOMA RUMO GURI!!

agora sim u.u   

Como era PRECIOSO nosso podcast

Voltamos! O TRG traz orgulhosamente o primeiro Pankeka Cast do ano e não vamos deixar batido o filme que fechou 2012 mui bien. Nesse podcast você vai tentar entender porque o Tolkien tinha tara por anões, como os livros da Terra-Média começam devagar, tentar compreender porque fizeram a porra de três filmes para um livro e forçar sua audição para tentar entender os participantes bebâdos de hidromel no nosso podcast.

Ou baixe AQUI para baixar e ouvir no seu tocador MP3.

Minha capa:

Links:
HQFan
Bezerra Negra
Na Minha Estante

Quero só comentar que tivemos problemas técnicos para e durante a gravação, mas ficou tão engraçado que preferi não editar muita coisa. Faz parte do Pankeka Cast, faz parte do que somos. No próximo a gente capricha mais, huhu. Foi bom voltar a ativa, espero gravar pelo menos 12 pods esse ano. E aceitamos idéias. Ah, lembrando: COMENTEM e não esqueçam de nosso e-mail de contato: tomarumoguri@gmail.com.

Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #11

 
Hello, my dears.
 
Como estar? Estou me restabelecendo in Brazil agora definitivamente e dificilmente querer voltar para USA, por mais bosta que esse país seja sinto me presa aqui graças ao carinho de meus leitores (nada a ver com o expurgo sofrido ou as sanções). 
Estar certa que ainda irei reaver meu prêmio Pulitzer mesmo preso nesse Deus me acuda chamado Brazil. Que shit!
Jorjão está aqui hoje enquanto escrevo e está cantando uma música linda em meus ouvidos. Uma canção que fala de como é bom voltar a infância e brincar novamente sem preocupações. Um grupo chamado Molejo, conhecem? Muito boa… Ele está vestindo uma calça jeans e estáa sem camisa exibindo aquele corpo subnutrido que és tão comum no povo tupiniquim, e nssas horas vejo como perdi tempo correndo atrás de gente bombada (superman), rica (Lutor) ou mesmo bons de cama (Olsen); até mesmo o poder me seduzia (White). Mas só agora aprendi o que é o super poder chamado paixão. 
Hoje serei breve, pois Jorjão está colocando a faixa 2 do CD do Molejo. CD… É impressionante como esse lugar é atrasado… Adoro isso! 
 
 Pra baixo e retrospeça! Existe isso? Agora
sim…
Beijos da sua amiguinha de
sempre, Lois Lane
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem acompanhando a coluna
semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal fictício – Que por
coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de verdade do Rio Grande do Sul que
tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando
que isso é um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois nesses
posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! – para viver no
cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito tal comentários só me
resta dizer…
Toma Rumo
Guri!!

SDMQ – Whap

Estou voltando ao batente aos poucos aqui e por isso vamos com calma. Estou arrumando a idéia do novo template e também tentando me habituar ao notebook e como migrar minhas ferramentas favoritas de edição pra ele. É algo moroso, mas enfim… Estamos de volta!! Acho. u.u

E como diria, bem, eu… Um tapa na bunda vale mais do que mil gestos de amor palavras.

É assim que é bom, de encher a mão.

Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #10


Hello my dears. Como estar passando?
Okay, okay, eu saber que novamente estar meio esquecido do
idioma de vocês, porém hão (ão? Assim mesmo?!) de entender que voltei para o
USA (again) e lá em terras de origem eu ficar muito tempo nesse recesso que
ganhei. Esqueci totalmente de praticar e agora eu me… fuck me? Oh, where I GO
for the Google Translate
. Me fudi!
Minhas últimas colunas foram sobre me ausentar. Fui, voltei,
fui again e retornei (Returns? NOOOOOOO!!), mas agora acho que tudo estar
resolvido. Confesso que não agüentar ficar nessa país de shit e precisar estar
em Metrópolis novamente. Porém não foram tudo flowers e eu me decepcionar
tremendo com tudo e todos. Vamos as fofocas hot.
<pausa anunciante> Ta cansado de comer comida fria?
Hot Pockets resolve sua situação gastronômica. Talvez só lhe arrume uma sarna
na área intestinal… <fim do anuncio>
What the fuck? Que ser isso? Marketing em minha coluna? You son of…
Enfim… O
Perry White não satisfeito com ter tirado meu emprego no Planeta resolveu
colocar a Mila Kunis no meu lugar. Pussy of Krypton, ela nem ser atriz.
Grrrr…
Jimmy Olsen se entregou as bebidas e agora é fotógrafo da
Hooters. Barrigudo e feio, pobrezinho. E o Clark, bem… O Clark tem mais é que
se fuder. Acertei o verbo dessa vez.
Acreditam que ele não quis nem me ouvir. Falei pra ele da
janela que sinto falta de voar com ele em noites estreladas, de sentir me
invadida quando ele olhar minha vulva sem precisar tirar minha… Calcinheta?
Dammit, Google Translate!! (sabe como é, visão raio-x, sacou?) e lembrei aquela
vez que ele pediu pra eu enfiar um consolo de Kryptonita em seu super ass.
Tantas lembranças e ele mandou eu ir pra puta que o pariu, aliás pior, me
mandou para o Brazil. Arrumou com uns caras do governo umas provas de que a
minha matéria que ganhou o Pulitzer era copiada da Wikipédia. Fuck! O pior: Me
acusaram também de ser o Bin Laden. Pô, I shave my pussy yesterday. Sad, but
true.
Enfim, como estar preso nesse país de merda aparentemente
para sempre e agora com muito mais angry (raiva?) do topetudo estou bem
disposta a contar umas outras coisas que talvez vocês possam querer saber sobre
o meu affair sobre o Superman. Querem saber? Aguardem e acompanhem minha
coluna.
Ah, minha vaga aqui no jornaleco continua firme e forte. Disseram
que ainda bem que voltei, pois quem estava escrevendo para a coluna era uma
capivara do Mato Grosso do Sul e isso só porque ela escrevia as melhores
esquetes do A Praça é Nossa. O Jorjão foi super fofo e me buscou no saguão do
aeroporto e embora aparentasse estar bebâdo disse que me amava e que quer por que
quer me mostrar em uma hard party as maravilhas do hardanus. Kuduro em festa
duro? Ué, por que não?
Pra baixo e retrospeça! Existe isso? Agora
sim…
Beijos da sua amiguinha de
sempre, Lois Lane
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem acompanhando a coluna
semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal fictício – Que por
coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de verdade do Rio Grande do Sul que
tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando
que isso é um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois nesses
posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! – para viver no
cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito tal comentários só me
resta dizer…
Toma Rumo
Guri!!

Papo Nerd – Ei, voltamos…

Sim, hoje não é domingo. Quase o é, mas ainda não chega a ser. Fazem menos de 2 meses que eu não posto aqui, mesmo assim foi um recesso meio triste. Não sei bem o que me fez parar de escrever. Sempre gostei muito de estar aqui, mas ultimamente meus planos artisticos tem falhado miseravelmente. Porém não sou uma pessoa que desiste fácil das coisas (de nenhuma delas) por isso cá estou entre vocês meu amigos dos quais nem o rosto vejo, mas que agradeço por compartilharem comigo o mais íntimo de meu ser: Minhas palavras.

Continuem conosco (e espero não parar de novo).

Toma Rumo Guri!!