Papo Nerd – Anão Hreidmar e a origem de o Hobbit(?)

E aí, galera? Beleza de Creuza? Rsrs.

Essa semana nem tem muita coisa para discutir. É fim de ano e as notícias nerds rareiam. Mesmo assim vim dividir com vocês um conto de um livro que estou lendo que me lembrou muito o Hobbit de Tolkien. É sabido que o mestre dos escritores medievais bebeu da mitologia nórdica com muito gosto como se fosse um chifre de hidromel, porém cada vez que você mais se aprofunda no conhecimento do panteão de deuses da Escandinava mais você nota a importância e as peças para toda essa literatura criada que temos da Terra-Média. Inclusive, baseada em Midgard, um dos 9 mundos.

Mas como disse me chamou a atenção a história do anão Hreidmar que em certa feita recebeu em sua casa como hóspedes nada menos que Odin, Loki e Honir. Só que o deus brincalhão (Às vezes confundido com maldoso) vestia a pele de uma lontra (algumas versões trazem fuinha, outras doninha) que pela manhã ele havia matado com uma pedrada na beira de um riacho e vestido sua pele como casaco. Só o que ele não poderia saber é que o tal bichinho abatido era filho (que pescava metamorfoseado) desse velho senhor anão que ao ver sua prole abatida e sem vida apontou suas armas (e a de seus outros 2 filhos: Fafninr e Regin) para as entidades e ameaçou-lhes a vida. Odin mandou que Loki desse seu jeito, afinal se comoveu do pobre anão e já que ele só bebia o néctar dos deuses era fácil apontar o dedo, e o trapaceiro comprometeu-se de ir até os reinos dos anões arranjar ouro o suficiente para forrar o couro da lontra morta por completo.
Loki enfrentou frio e fome e quando chegou ao seu destino resolveu parar para tentar apanhar comida. Nisso capturou um peixe que muito se debatia. Ao tentar empalá-lo com uma lança o bicho falou. Era mais um anão com seu truque de pesca, esse tentava fazer amizade com os nadadores, por certo, haha.
Então Loki lhe impôs a condição de que só o libertaria em troca de uma quantidade enorme de ouro. O anão que era o mais rico de todos, graças a um artefato, sem saída alguma topou o acordo. O deus forrou um carrinho de mão improvisado e encheu com muitas moedas de ouro. MUITAS MESMO. Tanto que a casa do anão ficou mais espaçosa a ponto de enxergar um quadro que lhe lembrava que tesouro algum faria ele deixar-se dominar pelo ouro. Loki também levou um anel, o Andvari, que continha uma maldição, apesar de ter o poder de encontrar mais ouro.
Loki deu para Odin o anel e o resto do tesouro para o pai do anão morto ao regressar para a casa de Hreidmar. Odin ficou impressionado com aquele artefato tão reluzente, mas o anão exigiu o anel para quitar totalmente a dívida provocada pelos deuses. Sem saída o líder do panteão nórdico se desfez do item. Ao irem embora os filhos do anão começaram a desejar o anel tanto quanto o pai que os expulsava da sala para contar o ouro em três partes. Ninguém mais lembrava de Ótr morto. Fafninr tomado pelo desejo mata seu pai e foge com a carroça de ouro no qual a peça de mais importância para ele é o tal anel. Anos depois o irmão descobre que Fafninr havia se transformado em um dragão que vigiava seu incontável tesouro.
Esse anel tem mais aparições na história intitulada O Anel de Níbelungo do qual certamente Tolkien inspirou o seu Um-Anel, porém nesse pequeno conto eu identifico bastante o próprio livro do Hobbit no qual Hreidmar assim como Thorin é tomado pela ganância (ainda que no livro de Tolkien o rei sob a montanha tenha seus direitos legítimos) e o seu filho com toda certeza tenha sido a primeira encarnação de Smaug na literatura através desse mito. Com certeza Tolkien é genial porque bebia em uma fonte que não ficava atrás na qualidade dos enredos ainda que sem regra muito rígida e nem sempre bem trabalhada na sua escrita. Porém as histórias são muito bem feitas, a maioria, e são embasadas em muito humor embora haja uma certa desconfiança no resgate por um cristão. Enfim, essa é outra história e farei uma resenha do livro por completo depois.
Bom, por hoje era só. Desejo a todos um bom natal (com ênfase nas coisas bonitas e no seu significado) e uma excelente entrada de ano.

Toma Rumo Guri!!