Coluna da Lois #11

 
Hello, my dears.
 
Como estar? Estou me restabelecendo in Brazil agora definitivamente e dificilmente querer voltar para USA, por mais bosta que esse país seja sinto me presa aqui graças ao carinho de meus leitores (nada a ver com o expurgo sofrido ou as sanções). 
Estar certa que ainda irei reaver meu prêmio Pulitzer mesmo preso nesse Deus me acuda chamado Brazil. Que shit!
Jorjão está aqui hoje enquanto escrevo e está cantando uma música linda em meus ouvidos. Uma canção que fala de como é bom voltar a infância e brincar novamente sem preocupações. Um grupo chamado Molejo, conhecem? Muito boa… Ele está vestindo uma calça jeans e estáa sem camisa exibindo aquele corpo subnutrido que és tão comum no povo tupiniquim, e nssas horas vejo como perdi tempo correndo atrás de gente bombada (superman), rica (Lutor) ou mesmo bons de cama (Olsen); até mesmo o poder me seduzia (White). Mas só agora aprendi o que é o super poder chamado paixão. 
Hoje serei breve, pois Jorjão está colocando a faixa 2 do CD do Molejo. CD… É impressionante como esse lugar é atrasado… Adoro isso! 
 
 Pra baixo e retrospeça! Existe isso? Agora
sim…
Beijos da sua amiguinha de
sempre, Lois Lane
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem acompanhando a coluna
semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal fictício – Que por
coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de verdade do Rio Grande do Sul que
tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando
que isso é um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois nesses
posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! – para viver no
cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito tal comentários só me
resta dizer…
Toma Rumo
Guri!!

Coluna da Lois #10


Hello my dears. Como estar passando?
Okay, okay, eu saber que novamente estar meio esquecido do
idioma de vocês, porém hão (ão? Assim mesmo?!) de entender que voltei para o
USA (again) e lá em terras de origem eu ficar muito tempo nesse recesso que
ganhei. Esqueci totalmente de praticar e agora eu me… fuck me? Oh, where I GO
for the Google Translate
. Me fudi!
Minhas últimas colunas foram sobre me ausentar. Fui, voltei,
fui again e retornei (Returns? NOOOOOOO!!), mas agora acho que tudo estar
resolvido. Confesso que não agüentar ficar nessa país de shit e precisar estar
em Metrópolis novamente. Porém não foram tudo flowers e eu me decepcionar
tremendo com tudo e todos. Vamos as fofocas hot.
<pausa anunciante> Ta cansado de comer comida fria?
Hot Pockets resolve sua situação gastronômica. Talvez só lhe arrume uma sarna
na área intestinal… <fim do anuncio>
What the fuck? Que ser isso? Marketing em minha coluna? You son of…
Enfim… O
Perry White não satisfeito com ter tirado meu emprego no Planeta resolveu
colocar a Mila Kunis no meu lugar. Pussy of Krypton, ela nem ser atriz.
Grrrr…
Jimmy Olsen se entregou as bebidas e agora é fotógrafo da
Hooters. Barrigudo e feio, pobrezinho. E o Clark, bem… O Clark tem mais é que
se fuder. Acertei o verbo dessa vez.
Acreditam que ele não quis nem me ouvir. Falei pra ele da
janela que sinto falta de voar com ele em noites estreladas, de sentir me
invadida quando ele olhar minha vulva sem precisar tirar minha… Calcinheta?
Dammit, Google Translate!! (sabe como é, visão raio-x, sacou?) e lembrei aquela
vez que ele pediu pra eu enfiar um consolo de Kryptonita em seu super ass.
Tantas lembranças e ele mandou eu ir pra puta que o pariu, aliás pior, me
mandou para o Brazil. Arrumou com uns caras do governo umas provas de que a
minha matéria que ganhou o Pulitzer era copiada da Wikipédia. Fuck! O pior: Me
acusaram também de ser o Bin Laden. Pô, I shave my pussy yesterday. Sad, but
true.
Enfim, como estar preso nesse país de merda aparentemente
para sempre e agora com muito mais angry (raiva?) do topetudo estou bem
disposta a contar umas outras coisas que talvez vocês possam querer saber sobre
o meu affair sobre o Superman. Querem saber? Aguardem e acompanhem minha
coluna.
Ah, minha vaga aqui no jornaleco continua firme e forte. Disseram
que ainda bem que voltei, pois quem estava escrevendo para a coluna era uma
capivara do Mato Grosso do Sul e isso só porque ela escrevia as melhores
esquetes do A Praça é Nossa. O Jorjão foi super fofo e me buscou no saguão do
aeroporto e embora aparentasse estar bebâdo disse que me amava e que quer por que
quer me mostrar em uma hard party as maravilhas do hardanus. Kuduro em festa
duro? Ué, por que não?
Pra baixo e retrospeça! Existe isso? Agora
sim…
Beijos da sua amiguinha de
sempre, Lois Lane
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem acompanhando a coluna
semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal fictício – Que por
coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de verdade do Rio Grande do Sul que
tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando
que isso é um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois nesses
posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! – para viver no
cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito tal comentários só me
resta dizer…
Toma Rumo
Guri!!

Coluna da Lois #9

Saudações!!
Saudades? Eu sim. Nesse semestre que estive fora das… como
se diz mesmo? Ah, sim… páginas das revistas e jornais… tupiniquinhos?… Bem,
estive em meu país natal, o USA. Como is belo voltar a um país de primeiro
mundo e me alimentar bem. Respirar mais bem mesmo que no interior das cidades.
E ver um presidente que no sucumbir a corrupção. No máximo is… como fala
mesmo? Puppet? Ah, sim… Fantoche!
Bem estou de volta, dear friends. É verdade que esquecer um
pouco a língua pátria de vocês, estar um pouco enferrujada, mas nada que não
possa recuperar em um… erm… um… how is… Oh, shit!!
Quando estive em Metrópolis por alguns dias vi um borrão
passar no céu e veio um sentimento pesado que me deu um gosto de cobre na boca,
achei que ia vomitar. Pensei ter superado qualquer coisa a respeito, mas sei
que há um caminho longo a seguir. E o Jorjão? Bem, ele me receber com flores no
aeroporto e dizer que sou a “Coxinha de Rodoviária” dele. Tão bonito, seja lá o
que ele tenha querido dizer. Já me chamou para um tal de “hardanus”, nas
palavras dele… Parece que é um ritmo que estar fazendo sucesso por aqui. O
Google me remeteu a expressão kuduro. Será isso?
O redator chefe da Erribiésse falou que a vaga continua
sendo minha já que minha interina, uma tal de Adriane Galisteu, cometeu um erro
crasso ao falar para o flanelinha do prédio que a vida dele iria mudar quando
tivesse um… son? Ah, filho. Enfim, estou de volta com vocês, meu pobres
flagelados desse país miserento.
Pra baixo e retrospeça! Existe isso? Agora sim…
Beijos da sua amiguinha de sempre, Lois Lane

Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

 
Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #8

            

Saudações.
   
 

      Sumi nas últimas semanas, confesso. Meu mundo
girou, balançou e aparentemente… não caiu.
Fui passar o
natal com o meu pai militar, porém antes de comer um Peru na base eu semanas
antes fui beber com minhas amigas atrizes Teri Hatcher e Kate
Bosworth’s, essa chamada carinhosamente por nós suas amigas de “testa
nervosa”. Enfim, bebemos até não haver mais sangue sem um pingo de índice
etílico em nossas veias. Lembro-me que me acabei. Não no bom sentido.
Lembrei-me que estava abandonada em um páís de merda de terceiro mundo que não
tem ônibus e banheiras decentes, lembrei que estava sozinha no mundo e com um
processo de milhares em cima de minhas costas e que só podia contar com meu
talento para escrever para jornais que vinham estampados na capa a cara da
mulher-tamarindo e o que é pior: Lembrei que existia o seriado Smallvile. Putz,
não tem como alguém não se deprimir.
     Coloquei
minha vida numa balança mensurando minhas cagadas e acertos, e toda minha vida
embaixo de uma capa vermelha com um S de logo. Analisei que, embora de porre, o
Superman representava o que havia de pior e o de melhor em mim, mas que sem ele
ainda consigo dar o meu melhor e fazer o meu pior. Mas a casa caiu mesmo quando
cheguei em casa e abri alguns álbuns. Eu com um ódio mortal do Superman e do
Clark “garboso” Kent quando vi essa foto. Sim, as coisas mudam, algumas vezes
não são como queremos, mas uma qualidade inerente de quase todo ser vivo é não
desistir e adaptar-se a situação. Estou sem o homem de aço, mas sou um aço de
mulher.
     Feliz ano novo, meus amados do terceiro mundo.
Quero dizer-lhes que mesmo vocês não sabendo ler direito e tendo um grau de
cultura quase nulo se comparado com nós norte-americanos mesmo assim levo-lhes
já em meu coração. Agradeço quem leu minha coluna nesse ano e agradeço as
risadas, as tristezas e quem acompanhou a vida de uma super-mulher. 
Eu sou Lois Lane,
jornalista e espero revê-los em breve.            Felicidades a todos de bom coração!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

        

Coluna da Lois #7

             Saudações.


     
      Hoje estou na pilha de botar a boca no mundo. Pô, qual é? Acha que é assim? Chegar, chegando na coluna dos outros e falar as asneiras que quiser, mesmo com ordem judicial de direito de resposta e o “caramba”? Não, não gostei nada disso tudo e ainda tive que ficar quieta enquanto alguém que quiçá aprendeu a falar inglês debulhava “elogios” a minha pessoa em uma língua que mal compreendia seus conectivos e semântica. Pois mexeram com a pessoa errada, ninguém mexe com LOIS LANE!!
     Declaro guerra pessoal ao senhor Clark Kent que não teve a hombridade de fazer valer-se de seu próprio prestígio para levantar a opinião pública ao seu favor. Estou disposta a acabar com cada molécula de seu corpo e denegrir cada ator que o vivenciou no grande ecrã. Ah, me aguarde, querido… Porque no bom português que sequer fez questão de compreender: “Ah,o bico vai pegar”.
     Imagens? Sério, sua contemplação dos fatos se deve a capas dos anos 60, a era de ouro dos quadrinhos? Hoje em dia com o Jeph Loeb é que você devia estar preocupado com toda aquela monstruosidade, , mas não, cismou com beijinhos super (pegaram?) inocentes que troquei com a trupe da justiça. Sempre fui “pra frentex”, quem mandou me enrolar como o iô-iô platinado que o Jimmy Olsen ganhou quando começou no Planeta? Pois é. Isso só mostra que faltou firmeza, faltou fibra, faltou o aço, né?
     Não querido repórter que nunca ganhou um Pulitzer, não o acusarei de ser o Superman, não ousaria ter tamanhos delírios. O que farei é algo mais gostoso e apreciável aos olhos da população. Aguarde, pois você verá o que é acender a ira de uma mulher.


      Beijos de sua amiga de todas as horas, Lois Lane!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

        

Coluna da Lois #6

 

Saudações, como dizer minha ex.


    
Antes que vocês se apavorar (perdôoem meu espãnol, não estou habil a essa lingua barbária como vossa amiga, Lois) deixem-me apresentar. Sou Clark Kent, jornalista de muito respeito em Metrópolis no jornal Planeta Diário. Meu adevogado, sr. Fisk mostrou-me uma chance única de acabar de vez com os golpes de minha antiga paixão, mostrando em pleno seu material de trabalhar o quanto louca ela é e não confiável no sentido de ser um tanto quanto delirante. 
      O que faço aqui? Exercendo meu direito de resposta plenamente constituído pela justiça corrupta de seu país. Onde ela está? Encharcando aquela caveira loira em depressão e uivando frases contra mim. Divertido, não?
      Como não aprender sua língua direito só quero dizer que ela dizer que eu traio ela todo tempo. Eu digo o contrário e não sou muito das palavras, sou mais músculos, sabem? Erm… Ando malhando… Mas sou da velha escola do jornalismo que diz que uma imagem vale mil palavras. “Curte aí”…

     

Como vocês poder ver essa mulher é a promiscuídade em pessoa. Devo ficar com o barco também. Ah, se por acaso ela começar a dizer que sou o Superman (Vocês chamar de “super-hombre”), lembrem-se da pessoa sem equilibrio e clareza que ela é. 
Obrigado por me “ouvirem”. Valeu, México!!

      Abraços de seu amigo de aço, Clark S. Kent!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

Coluna da Lois #5

             Saudações.


      Hoje estou farta. Sim, bem farta dos homens. Engraçado que fart na minha terra tem um significado bem diferente do que nessa terra de meia tijela. Desculpem qualquer coisa, mas dessa vez estou bem “puta”. Além de perder meu flat em Metrópolis, meu pai do exército me deserdar de vez e ainda ser obrigada a vender meu prêmio Pulitzer (Aliás como alguém me deu um prêmio de jornalismo tão sério por escrever sobre um delírio coletivo de um homem que faz tudo em super velocidade – E eu disse T-U-D-O!!) para pagar as dispensas de um processo milionário por causa de um porco chauvinista que me acusa de ser puta (Agora sim, no literal) para Metro city inteira, agora ainda vazou uma fita caseira do meu ex-amante fazendo um filme pornô!! 
      Puxa, é como se o globo gigante do Planeta Diário caísse em cheio na minha cabeça. Eu, uma repórter investigativa, mulher de prestigio na sociedade sempre muito fiel e íntegra não merecia tudo isso. Para quem não acredita está AQUI a prova. Não, não foi com a Mulher-Maravilha. Aquela piranha…
      Acredito que depois do baque em minha vida eu hei de enveredar pelo mesmo caminho que a Víuva Negra, talvez vocês até achem fotos minhas de toalhinha mostrando a bunda. Sim, estou transtornada, quem não, porque dei minha vida para aquele super-vagal-cafajeste, abdiquei em muito de minha carreira não fantasiosa super promissora e até me alarguei toda tendo um filho numa realidade alternativa para depois levar um chifre e ainda ser processada em milhões. Assim não dá, vou ter que dar pro Bruce Wayne…       


      Beijos de sua amiga de todas as horas, Lois Lane!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

        
Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #4

             Saudações.


      Como estão queridos? Passaram bem a semana? Sim, isso sempre me dá a idéia de estar escrevendo para a Contigo ou Ti-ti-ti. Aliás, em Metrópolis não temos nomes imbecis assim. Pensem comigo: TI-TI-TI!! Shit, nobody deserves.
      Essa semana quero – e não tenho como não falar (explicarei) – do Halloween. Aqui no Brasil a festa de all saints não tem o mesmo peso que lá no primeiro mundo, mas estou sabendo que vocês estão se mexendo e já é habitual festas sertanejas regadas a Luan Santana com fantasias ou pessoas de cosplay querendo dar em evento de animes (making love). Seja como for, saíam dessa de tiarinha com faca fake. Isso é tão 1940. Embora a bolsa do país esteja sempre em crise mesmo.  
     Porém não quero falar de vocês – Como sempre – e quero contar-lhes o porquê da minha dada importância a tal data. A verdade de tudo é que o dito “dia das bruxas” (Hello, get a sense, please!)pra vocês é a data em que desde adolescente eu me “arranjava”. Sim, eu só arrumava namoradinhos nesse dia tão macabro. Lá estava eu queimando meus soutiens quando BANG! – Cara mascarado me dando um “chupão” no pescoço. Essa é a história da minha vida: Caras fantasiados!
    Eu juro que tentei fugir desse estigma – alguns chamariam fetiche -, mas não consegui. Me apaixonei por um repórter que usa óculos redondinhos e tem cara de idiota, mas anos mais tarde descobri que aquilo era uma fantasia também. Puto! (Férias em Portugal, lembram?), cadê a sinceridade do matrimônio. Vivia vendo ele sair madrugada a dentro com uma desculpinha manjada de fazer origami no bairro chinês. Falasse que vai salvar o mundo, “pô”! Quantas noites em claro pensando que eu era a “chifronésia” da vez. Parabéns pelo vocabulário brasileiro, muito criativo.
   Eras isso por hoje, amigos. Jorjão está fantasiado de Kickass e disse que a noite vai ser boa ouvindo BB King sem parar. Ele disse em um tom quase melódico, achei estranho, mas vai lá. Vamos ver se nesse Halloween agora vai… Sorte a todos e fujam daqueles que usam sunguinha vermelha e que deveriam ser franceses!! Dammit!!         


      Beijos de sua amiga de todas as horas, Lois Lane!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

        
Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #3

             Saudações.


               Estavam com saudades? Recebi dezenas de cartas de fãs aqui na redação perguntando se eu estava bem e o porquê do meu repentino sumiço. Cartas muito fofas por sinal: “Lois, volte a escrever”,  “Te amamos, querida” e “KD VC PERIGUETE”, essa última me instigou a buscar no Google Translate a tradução e não gostei muito, mas sei que esses translatores (É assim que fala?) nunca traduzem direito. Também notei que começo a ganhar mais fama aqui nesse terceiro mundo. Alguns passaram a me chamar de “Débora Secco americana que sabe ler”. Fofos!
             Antes de qualquer coisa um recadinho: Minha coluna, “Minha vida longe do Superman”, passa a ser publicada nos sábados. Claro que se eu me esbaldar na sexta-feira com o Jorjão (No tempo certo falarei dele) posso vir a ser publicada tardiamente no domingo. Sabem também como é jornal brasileiro, né? Posso falar isso? Enfim…
            Amigas e amigos, estava ausente das páginas impressas desse jornal de embalar fruta de feira porque recebi uma notificação judicial do meu ex-marido, Clark. O sujeito afirma que me sustentou a vida inteira e que deveria ficar com meus bens e pertences. Tive que comparecer em reuniões chatíssimas onde fui chamada de – tentar reproduzir no vocábulo de vocês – “Quenga de Metrópolis”, onde ele me acusou de além de ser mimada que traía ele com o Superman!! Puto (Estive em Portugal também), esse canalha consegue ser desprezívelmente sem caráter e só não conto um segredinho dele porque acho que o mundo precisa de uma certa identidade secreta…
         Perdi tudo que tinha e agora mais que nunca me apoio nessa oportunidade obtida nesse país de terceiro mundo. Aliás sabe como vocês são chamados por lá? Não é nem terceiro mundo, é fim de mundo, ri muito disso, lol. Riam comigo, crianças… 
        Bom, dito o que havia de ser esclarecido quero comentar do meu novo amigo, Jorjão. Ele é carioca, faz o tipo de homem de meia idade, usa um bigodinho ridículo e manda muito bem no Kuduro. Ele trabalha de zelador no meu prédio e tem me feito muito bem. Rimos muito quando contei pra ele que tive um amante que usava a cueca por cima da calça e que usava um penteado pega-rapaz. Lol!! Ele me chama de “Pistoleira” e estamos nos dando bem. Ele tem uma certa malandragem que me fascina, não tem fraquezas estupidas por nenhum minério e o principal: Nunca foi escoteiro!! Ufa, ainda bem…
       Era isso por hoje, pessoal. Estou convicta que para esquecermos nossos fantasmas devemos enfrentá-los de pé e vou estar batendo ponto aqui nesse espaço reconstruindo minha vida e fazendo muito mais do que já fiz um dia. Darei a volta por cima e quando olhar para o horizonte não verei um S e isso me faz muito feliz pois não serei processada pelas famílias Siegel e Shuster…

      Beijos de sua amiga de todas as horas, Lois Lane!

 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

Continuem
acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal
fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de
verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA,
mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é
um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora
isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois
nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! –
para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito
tal comentários só me resta dizer…

        
Toma Rumo Guri!!

Coluna da Lois #2

               Saudações.

           É muito bom voltar a escrever para essa coluna, mesmo ganhando mal  comparado com o Planeta Diário e vendo a mesma publicada ao lado de uma seção de astrologia de um tal professor sei lá das quantas, não consigo entender. Talvez vocês também não entendam minha ausência desde a primeira coluna, mas estive por alguns dias de volta ao meu país para visitar meu pai, trazer meu prêmio Pulitzer para cá e também buscar a foto do Centurião sem camisa que tenho no meu quarto, um “carinha” aí que tive umas paqueras inocentes e silenciosas na minha era Superman. Falando na peste, estou desmentindo que tenha voltado para o USA por ter ouvido um boato no carnaval brasileiro sobre ele ter fugido com a Mulher-Maravilha, é MEN-TI-RA!! Okay? Não sei de onde veio esse boato falando nisso…
          Mudando de assunto, é bom estar de volta. Agora que estou estabelecida definitivamente aqui no Rio pretendo continuar escrevendo toda semana para os gaúchos leitores do Diário… Como é mesmo o nome? Enfim, nesse jornal que você está lendo agora. Ainda não aprendi a falar o idioma de vocês, mas estou me virando bem usando o Google Translate, esse sim merece o título de SUPER. Perdoar qualquer erro de concordância que estar fazendo eu…
Ainda estou um pouco confusa com a minha vida, pois como sabem estou tentando construir minha carreira de novo agora longe do Cla… Erm, do Superman, e por isso essas confusões em minha mente refletem um pouco aqui nesse meu espaço. Ainda não sei muito bem o que escrever, qual tema seria mais apropriado, mas creio que esse mês ainda as coisas tomem forma. Pretendo com essa coluna ganhar espaço na mídia tupiniquim e ganhar o maior prêmio de jornalistas do Brazil. Hmmm… Aqui diz que é o prêmio… Esso?! Esse é o nome do posto de gasolina que tem aqui na frente do meu flat!! WTF?!
         Vocês viram que o cinema está abarrotado de filmes de super-heróis? Talvez escreva mais sobre isso nas próximas colunas, que tal? O que posso adiantar agora é que to muito afim de assistir o Thor. Uau, aquilo sim é que é herói e além do corpão olha para aquele martelo como é grande… Enfim, o que eu fazia com o Superman?? 
Era isso queridos leitoras e leitores… Agora vou curtir meu resto de domingo porque ninguém é de ferro… Nem mesmo de AÇO!! Argh!! “Me vou” para a praia aqui em frente do apartamento, inclusive o zelador ligou aqui pra cima e disse que queria convidar-me para dar uma “gratinada”. Estou louca para experimentar os prazeres sul-americanos… Acho que significa alguma coisa como pegar sol, certo? Bem, descobrindo eu conto para vocês. Beijos da Lois.

        Lois Lane, Repórter.
 
Coluna Anterior da Lois Lane AQUI.

    
Continuem acompanhando a coluna semanal da Lois Lane em terras brazucas num jornal fictício – Que por coincídencia tem o mesmo nome de um jornal de verdade do Rio Grande do Sul que tem capas como ESSA, mas que em momento nenhum me influenciou em nada. Lembrando que isso é um blog de humor e por isso não deve ser levado muito a sério. Fora isso para quem não souber, a foto da garota que encarna o papel de Lois nesses posts é a atriz Amy Adams que está escalada – Pelo diretor?! – para viver no cinema a mocinha por quem o azulão vive babando. Feito tal comentários só me resta dizer…

Toma Rumo Guri!!