SDMQ – Marvel se desculpa pela arte de Manara e comete uma sacanagem ainda maior

Salve, galera que ainda acredita no poder da banda desenhada.
Muita gente desconhece os bastidores desse universo de quadrinistas, argumentistas, desenhistas e eteceteristas… às vezes isso é até bom, pois tem vezes que dá uma vergonha alheia de saber de certas notícias, embora vai se saber o que é verdade e o que é marketing.
Primeiramente fiquei pensando esses dias se lançava a informação como notícia no TRG News, porém cheguei a conclusão de que era mais do que um prato feito para essa coluna irada e destrutiva. Se podemos rir e avacalhar os quadrinhos fora de seus contextos (ou as vezes bem intrinsecamente dentro), nada mais justo que cair na porrada moral da mesma forma efetiva quando acontecem algumas pataquadas na parte de fazer acontecer essa arte cada vez mais desgastada por histórias fracas, desenhos coloridos demais e… Coisas como o foco do assunto de hoje.
Bem, pra começar você precisa saber que a Marvel tem personagens buchas. Muitos. Infelizmente não é só de heróis do seu universo cinematográfico que se faz a Casa das Idéias. Mesmo assim algumas vezes eles forçam a amizade e dão um título solo para alguns desses mequetrefes rascunhados. Um desses é a Mulher-Aranha (Não, não é o Peter Parker travestido). A Marvel aposta nessa personagem faz bastante tempo e não é a primeira vez que toca suas fichas nela. Até aí tudo bem. A editora americana investe, segundo ela, 20% de suas edições em personagens solos femininos e aproveita personagens assim para atrair um público mais feminino. Só o que pegou é que chamou o Manara para fazer a capa. Sim, Milo Manara.

Pra quem não conhece esse cartunista ele é bem conhecido da galera fapadora pelos seus desenhos calientes. Porém verdade seja dita: Ele foi chamado para fazer uma capa alternativa, nem mesmo era a capa principal. E mesmo que fosse, ridículo o que a grande M (talvez de merda – algumas vezes) fez.
A galera conservadora (leia aqui hipócrita) caiu de pau e a Marvel simplesmente abriu as pernas e fez um discurso politicamente correto de que não era perfeita, mas que buscava um respeito aos personagens femininos e muito blá-blá-blá para todos os lados. E claro, descartou a capa.
Veja bem. A capa não tem nada de mais. Apenas deixa saliente as curvas da heroína e, bem, ela parece estar de quatro. Claro que a imaginação da galera pode deixar mais coisas para reclamar como parecer pintura em vez de uniforme, parecer que ela está nua por baixo do seu manto e até alguns argumentos como de que a posição é impossível como nessa simulação 3D.

Fato é de que é apenas uma capa. E bem, quadrinhos são obras da imaginação. Nela homens voam, atiram teias, gritam com voz rouca que são homens-morcegos e, bem, podem ficar em posição esquisitas.

Mas claro que o que incomodou mesmo a galera foi a “vulgaridade”. Sinceramente? Esse mundo está politicamente correto demais para meu gosto. é um pé no saco. Só darei três motivos simples:

1) Mulheres são cheias de curvas e em um desenho é sim a primeira coisa que fica nítida.
2) A posição dos personagens aranhas sempre foi arqueado. Mulheres tem que aprender que não é a posição que lhe transforma em uma vagabunda. São os atos.
3) é o Manara, PORRA! Quer chamar o mestre do cartoon erótico e achar que vai sair uma capa da Luluzinha? Sério mesmo?

Vacilo da Marvel não ter batido o pé e deixado a obra do Manara que além de muito bonita era uma forma de mostrar apreço por seus colaboradores. Meteu os pés pelas mãos, Marvel. Sacanagem.

E olha que o Manara pegou leve levando em conta seu estilo…

Toma Rumo Guri!!

SGDMQ – Tony X Bruce

Galera medonha. Oi. Hauhauahauha.

Pois então, eu to pensando em dar um hack na coluna SGDMQ e colocar tirinhas que avacalhem com os nossos heróis das bandas desenhadas e não somente dos quadrinhos oficialmente ditos originais. Espero que possa ser uma boa aposta, caso hajam criticas peço que coloquem no traseiro da Sue Richards, haha.

Então… Fansboys vão se degladiar até a morte, mas quem vocês acham que venceria uma partida de Xadrez? Tony Stark ou Bruce Wayne? Han?

Bruce W: Quer uma dica, Stark?
Tony S: Nem, estou tentando fazer que quando eu lhe vença as peças formem as letras de meu nome.

Eu apostaria no Tony, e vocês?

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Punho de… Ferro? (Sacou a referência? =Pp)

E aí, pessoal, beleuza de Creuza? Por aqui também…
Gostaram de Iron-man 3? Preparem-se para um bom review como sempre. E pra comemorar o terceiro filme do mocinho calhorda o SDMQ dessa semana é sobre o nosso querido Tony Stark. Mais querido para as garotas. E não é que o Tony dos anos 80 cunhou uma categoria de filme pornoráfico? Ahãm, olha aí…

Esse negócio de Fist (punho), só podia vir mesmo de duas pessoas: Ou Tony Stark ou Charlie Sheen, hauhuahauahuaa.

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Whap

Estou voltando ao batente aos poucos aqui e por isso vamos com calma. Estou arrumando a idéia do novo template e também tentando me habituar ao notebook e como migrar minhas ferramentas favoritas de edição pra ele. É algo moroso, mas enfim… Estamos de volta!! Acho. u.u

E como diria, bem, eu… Um tapa na bunda vale mais do que mil gestos de amor palavras.

É assim que é bom, de encher a mão.

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Tamanho é documento para os heróis?

Hoje o papo sobre quadrinhos é quente, tssss! Haha.

Se tem algo que a DC Comics e a Marvel tomam um maior cuidado ao fazerem roteiros e desenhos para as Comics são em manter um certo padrão familiar. Não tanto quanto a editora Abril nos anos 80/90 que surrupiava instrumentos de injetar drogas e ocultava-os da família brasileira.
Porém para algo os americanos são muito puritanos: Sexo.
O que é estranho visto que a maior parte da pornografia do mundo vêm de lá – as perversões por sua vez vêem do japão. -, mas é só falar de aparecer a peitchola alheia no SuperBowl e lá vem um assunto muito mamilo.
Enfim, essa introdução toda é para dizer que sexo é quase tabu nos quadrinhos americanos. Eles até têm os Laertes deles, mas nas editoras principais é quase impossível de ver isso, sempre nos fazem pensar que o que o Super-Homem quer fazer com a Mulher-Maravilha é jogar um Marvel Super Heroes no Play.
Porém sempre têm roteiristas dispostos a fazer uma boa sacanagem com a família e saem pérolas incríveis como essa:

Hank Pym poder ficar de qualquer tamanho tem suas vantagens. Será que veremos isso no filme do Homem-Formiga? A Vespa agradece…

Ps. Esse assunto voltará na coluna Fantasia Nerd, mas não nessa sexta-feira, é claro. Aguardem.

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Falha no Engano, Aranha

Homem-Aranha, Homem-Aranha, nunca acerta, só apanha… Cuidado… Vai acabar por tomar… no copo =Pp (aposto que você cantarolou isso em sua mente, huhu…)

Estamos nós aqui outra vez, Marvecos e Cuequinhas verdes… Batman e Vingadores estouraram a boca do balão (eu sei, to devendo um review do morcegote), e o Homem-Aranha cumpriu o seu feijão com arroz para teen ver, até aí nada normal. O Homem-Aranha foi durante minha adolescência o meu personagem favorito, até porque ele era nerdão e, bem, parecia comigo… Tirando a ruiva Heringa (SIC). Como sei que não tem como atualmente sair um roteiro legal do Aranha para o meu gosto ostentoso, não ligo de pelo menos ver o Cabeça de Teia pulando de prédio em prédio nas telonas para o público mais jovem, pelo menos o personagem não é esquecido pela mídia. E não, não gostaria nunca de vê-lo com os Vingadores. Tá, mas o papo de hoje, dessa coluna, é outro. É sobre o escalador de Manhatan, mas nos gibis. Como eu ia dizendo, o Aranha é super popular por ter um status quo de meia tijela, ser gente como a gente, e a comicidade da coisa está por ele sempre se fuuuu dar mal.
Acontece que nem sempre Peter se estrepa por roteiro consentido. As vezes a ziquezira vem de um engano que passa despercebido para nós brazucas e outras partes desse globo que gira, mas não para os norte-americanos (Tá, talvez para Delaware passe, huhu) e muito menos para os chatooooos perfeccionistas nova-yorquinos. Gostaria de fazer uma ponte para os quadrinhos nesse exato momento. Literalmente…

Essa é a ponte do Brooklin:

Essa é a ponte George Washington:

Não precisa ser um mestre da Engenharia, ou ser reprovado e virar arquiteto para saber que são pontes diferentes, a estrutura é similar, os detalhes e acabamentos (ornamentos também) mudam de uma para a outra. Pois bem, então o Teioso me fala isso em alto e bom som:

Pô, um desenhista e roteirista americano não saber a diferença da cidade e passar para as palavras de um nova-yorquino genuíno, Peter Parker, acostumado a escalar esses lugares tenebrosos é fooo brabo.
Por muito tempo quem levou a culpa foi o Gerry Conway e o Gil Kane levaram a culpa, mas depois (bem depois num documentário da Discovery dos super-heróis de NY dos Quadrinhos) Stan Lee deu a cara a bater e admitiu que pediu para Kane desenhar a tal ponte e na hora do argumento deu uma de Charles Henriquepedia: Falha no engano. E deu no que deu.

Gostou? Tem mais erros históricos que gostaria de partilhar? Curta nossa fan page no Facebook.com/tomarumoguri e dê seu pitaco, também comente aqui embaixom sua opinião é sempre tri legal, mais que isso, é blaster tri. =Pp

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Coelhos na Casa Branca

Existem gibis com excelente roteiro. Existe gibis com roteiro fraquinho. Existem também gibis com histórias estranhas. Mas nesses anos todos nessa indústria vital o que mais me chama a atenção com certeza são os roteiristas que vão além e conseguem adentrar nos argumentos bizarros. Como essa história insólita de páscoa.

Como se um cara vestindo um traje de aranha não fosse estranho o suficiente…

Toma Rumo Guri!!

SDMQ – Gatos e Tentáculos

A coluna de hoje foi fácil. Estava conversando com uma amiga do Facebook e ela mencionou a existencia de, pasmem vocês, Batman Mangá (SIC, ou ECA nesse caso…). Eu fui dar uma olhada no Google imagens já imaginando tentáculos por todas as páginas e me deparo com a Mulher-Gato nessa cena:

Agora me diz… É maldade nossa? Hauhauaha. Santa malicia japonesa, Batman!!

Ps. Sei que provavelmente esse não é o mangá, haha.

Toma Rumo Guri!!